Reaproveitando um trabalho feito nas coxas…

A origem da expressão popular acima “feito nas coxas” vem do período da escravidão e da necessidade de fabricação de telhas. Sem opção de “molde” para dar formato ao barro, os donos das construções utilizavam as coxas dos escravos para criar o formato arredondado da telha. E como cada escravo tinha seu porte físico (e sua coxa!), as telhas nunca saiam do mesmo tamanho.
Com a irregularidade das telhas, os telhados ficavam desnivelados. E é por isso, que toda a vez que alguém executa um trabalho sem muito capricho, nós dizemos que a tarefa foi feita “nas coxas”.

Até aí, beleza! Sem mais problemas…Mas, e o tal do reaproveitamento do trabalho feito nas coxas???

Acontece que eu acho essa tal “telha de coxa” um trabalho muito do bem feito!
A telha tem uma senhora personalidade e soma muitos pontos comigo: cor (20 pontos), acabamento rústico (40 pontos), padrão irregular (40 pontos) e é um item antigo (100 pontos). Isso soma um material com 200 pontos na escala do reaproveitável…hehehehehehe

Certa vez, encontramos (eu e Débora) umas unidades perdidas lá no sítio Beatriz…E aqui tá o resultado desse reaproveitamento.

10_4_13 050
10_4_13 043
As telhas bonitas ganharam a função de enfeites da casa da Débora. Gosto muito!
E vc? Comenta aí…

Anúncios

2 pensamentos sobre “Reaproveitando um trabalho feito nas coxas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s